Galp

Novo Ford Explorer na Primavera: versão híbrida plug-in por €84 210

Publicado por Standocasião há 2 semanas

Já está disponível em Portugal em sistema de pré-vendas o novo Ford Explorer Plug-In Hybrid, modelo originalmente lançado nos EUA no final dos anos de 1980. A marca da oval azul volta a apostar na comercialização na Europa do seu emblemático SUV cerca de duas décadas volvidas sobre a chegada ao Velho Continente da sua segunda geração, única até ao momento disponibilizada aos consumidores europeus, o que se explica por a gama dispor, agora, desta versão híbrida plug-in, a única vendida nesta região do globo.


Com 5063 mm comprimento, 2107 mm largura, 1708 mm altura (1783 mm com barras tejadilho) e uma distância entre eixos de 3025 mm, o Explorer é um SUV de grande porte que se destaca, desde logo, por uma aparência que identifica de imediato, e assumidamente, a sua origem, indubitavelmente capaz de agradar aos apreciadores do design automóvel oriundo do outro lado do Atlântico Norte. Ao mesmo tempo, promete oferecer um interior extremamente espaçoso, com sete lugares distribuídos por três filas de bancos, garantindo a Ford que, mesmo na terceira fila, a habitabilidade é generosa o suficiente para que aí viagem sem dificuldade de maior, e com elevado conforto, dois adultos. Por seu turno, a bagageira oferece uma capacidade de 330 litros com os sete lugares montados, de 1137 litros na configuração de cinco lugares, e de 2274 litros estando rebatidas as duas filas de bancos posteriores.


A mecânica é outro dos atributos essenciais do novo Explorer Plug-In Hybrid. O grupo motopropulsor combina o motor V6 a 60° de 3000 cc da família EcoBoost, dotado de injecção directa de gasolina, dois turbocompressores e filtro partículas, com um motor eléctrico, para um rendimento combinado de 457 cv/5750 rpm e 825 Nm/2500 rpm – o que se traduz em prestações anunciadas de 6,0 segundos nos 0-100 km/h, 230 km/h de velocidade máxima, consumo combinado de 3,1 l/100 km e emissões de CO2 de 71 g/km, não obstante os 2466 kg de peso do conjunto.


A transmissão está a cargo de uma caixa automática de dez velocidades com patilhas no volante, e de um sistema de tracção integral permanente com repartição do binário entre os dois eixos a cargo de uma caixa de transferências com embraiagem electromecânica. Por seu turno, a bateria de iões de lítio com 13,6 kWh de capacidade, montada sob os bancos traseiros, permite ao Explorer Plug-In Hybrid anunciar uma autonomia de 42 km em modo de propulsão totalmente eléctrica, podendo ser recarregada em 5h50m numa tomada de corrente doméstica, ou em 4h20m numa Wallbox.


Contando com suspensões independentes em ambos os eixos (do tipo MacPherson na frente, e multilink atás), e jantes de 20” revestidas por pneus de medida 255/55, o Explorer Plug-In Hybrid também terá no desempenho dinâmico um dos seus maiores atributos. Ao dispor do condutor, no que à motorização diz respeito, estão os modos de utilização EV Auto (o sistema gera automaticamente o recurso ao motor eléctrico, ao motor térmico ou a ambos, em função das exigências do momento); EV Now (totalmente eléctrico); EV Later (preserva a carga da bateria para utilização posterior do modo eléctrico); e EV Charge (carregamento da bateria em andamento).


Ao nível da condução, são oferecidos os modos Normal, Eco, Slippery, Sport, Tow/Haul (reboque), Trail e Deep Snow&Sand, cada qual dispondo de uma configuração específica do painel de instrumentos quando seleccionado, e ajustando diversos sistemas do veículo em conformidade (nomeadamente motor, caixa, transmissão integral e direcção). Tudo para que o desempenho dinâmico seja de nível superior tanto em estrada como fora dela, sendo, aqui, de referir a altura ao solo de 204 mm, o ângulo de ataque de 20,2°, o ângulo de saída de 21,0° e o sistema de controlo electrónico de descidas, assim como uma capacidade de reboque de 2500 kg.


No mercado europeu, o Explorer Plug-In Hybrid será vendido exclusivamente com o nível de acabamentos ST-Line, não oferecendo quaisquer outras opções que não sejam algumas pinturas especiais (azul, preto e cinzento metalizados por €966; vermelho Lucid Red por €1220; branco premium Start White por €1423). Tudo o resto é de série, nomeadamente os revestimentos em pele preta; os bancos dianteiros multicontorno aquecidos, ventilados e dotados de regulações eléctricas de dez vias; os bancos da segunda fila aquecidos; os bancos da terceira fila com rebatimento eléctrico; o volante em pele aquecido e com regulação eléctrica; o portão traseiro com operação eléctrica e sistemas “mãos-livres”; o ar condicionado com três zonas independentes de regulação; o tecto de abrir panorâmico; o painel de instrumentos totalmente digital com ecrã de 12,3”; o sistema de infoentretenimento Sync 3 com ecrã táctil de 10,1” e hotspot Wi-Fi para até dez dispositivos; o sistema de som Bang&Olufsen com 980 Watt, catorze altifalantes e sistema de cancelamento activo do ruído; o sistema de carregamento por indução para smartphones; as cinco tomadas de 12 Volt; e as quatro tomadas USB (duas na frente e duas atrás).


Como não poderia deixar de ser, a segurança também não foi esquecida. Neste particular, merecem referência o cruise control adaptativo com função stop&go; a travagem autónoma de emergência com alerta de colisção e detecção de peões e ciclistas; o sistema de leitura de sinais de trânsito com assistente inteligente de velocidade máxima; o assistente de marcha-atrás com alerta de tráfego cruzado pela traseira; o sistema de travagem pós-impacto; o alerta de trafego cruzado em cruzamentos; o sistema de estacionamento automático Active Park Assist 2; o assistente activo à manutenção na faixa de rodagem; a câmara de visão panorâmica de 360°; os sensores de estacionamento dianteiros e traseiros; o assistente de máximos; a monitorização do ângulo morto com alerta de tráfego cruzado; o controlo de estabilidade também para o atrelado; e o travão de estacionamento eléctrico.


Produzido em Chicago, o novo Explorer Plug-In Hybrid já pode ser pré-encomendado em Portugal, estando as primeiras entregas a clientes previstas para o início da próxima Primavera. O preço de catálogo é de €84 210, mas, nesta fase de pré-venda, é atribuído um desconto directo de €7065, o que permite adquiri-lo por €77 145, prevendo a Ford Lusitana atribuir, ainda, uma valorização extra de €1500 de uma eventual retoma, assim baixando o preço de aquisição para €75 645.




Autor: António de Sousa Pereira, Absolute Motors.

Anuncios Recentes

Ver Todos