Galp

Novo Hyundai i20 N com 204 cv. Chega na Primavera

Publicado por Standocasião há 1 mês

Alarga-se a gama da submarca desportiva da Hyundai com a revelação do novíssimo i20 N, modelo com origens no mundo da competição, inspirado no i20 Coupé WRC que participa no Mundial de Ralis, e que é anunciado como apto para uma utilização em circuito. À venda na Primavera de 2021, junta-se aos i30 N e i30 N Fastback, já bem conhecidos do público europeu, assim como ao Veloster N, não comercializado no Velho Continente.


Com 4075 mm de comprimento, 1750 mm de altura e 1440mm de largura, para uma distância entre eixos de 2580 mm, o i20 N impõe-se visualmente por um design definido como sem concessões, em que se combinam elementos herdados da experiência colhida pela marca coreana na competição com o seu próprio ADN em termos de estilo. Em destaque, as ópticas dianteiras por LED; o pára-choques dianteiro com uma entrada de ar de grandes dimensões; a grelha frontal com o emblema N e padrão inspirado no da bandeira de xadrez; o deflector instalado no topo do portão traseiro; o friso inferior vermelho em todo o redor do veículo; o difusor posterior; os farolins escurecidos; a luz nevoeiro traseira triangular (como nos i30 N e i30 N Fastback); a ponteira de escape de generoso diâmetro; as jantes de 18” exclusivas, com acabamento cinzento mate; e as pinças de travão com logótipo N. Disponível em seis cores de carroçaria, incluindo o já emblemático tom de azul exclusivo dos modelos N, o i20 N pode ainda dispor de tejadilho preto em opção.


No habitáculo, referência para os bancos desportivos com encostos de cabeça integrados; para o volante e manete desportivos; para a pedaleira metálica; para o painel de instrumentos digital; e para a decoração dominada pelo preto com pormenores em azul. Não obstante a sua vocação assumidamente desportiva, nem por isso o modelo abdica das mais recentes soluções com que a Hyundai conta no domínio da segurança passiva, integradas no pacote, e entre as quais se incluem a travagem autónoma de emergência com alerta de colisão e detecção de peões e ciclistas; o assistente inteligente ao limite velocidade; a monitorização do ângulo morto; o assistente activo à manutenção na faixa de rodagem; o alerta de atenção do condutor; o assistente de máximos; o alerta de tráfego cruzado pela traseira; e a câmara de estacionamento com guis dinâmicas.


Como seria de esperar, um dos principais atributos do i20 N é o motor 1.6 T-GDi da família Gamma II, o primeiro de uma nova geração de motores da Hyundai a ser utilizado num seu modelo comercializado na Europa. Com variador de fase CVVD, sistema de sobrealimentação exclusivo, com turbocompressor refrigerado pela água do motor e intercooler, e injecção directa a 350 bar, este quatro cilindros oferece uma potência máxima de 204 cv, permanente disponível entre as 5500-6000 rpm, e um binário máximo de 275 Nm, constante entre as 1750-4500 rpm, o suficiente para que o i20 N anuncie 6,7 segundos nos 0-100 km/h e uma velocidade máxima de 230 km/h.


Para um desempenho dinâmico que se pretende, e anuncia, referencial para a classe, a transmissão está a cargo de uma caixa de velocidades manual de seis relações reforçada, e de um diferencial autoblocante mecânico que o construtor sul-coreano apelida de N Corner Carving. Com 1190 kg, o mesmo peso do i20 Coupé WRC de competição, o i20 N também conta com suspensão revista (rebaixada 10 mm e com novos amortecedores, molas e barras estabilizadoras); châssis reforçado em doze pontos distintos; sistema de travagem com discos dianteiros com mais 40 mm de diâmetro do que os do i20 “normal”; pneus Pirelli P Zero especificamente desenvolvidos para este modelo, de medida 215/40; e uma direcção mais directa.


São ainda oferecidas soluções como os sistemas Launch Control e Rev Matching; o selector de modos de condução N Grin, com as opções Normal, Eco, Sport, N e N Custom (este último permitindo eleger entre as opções Normal, Eco, Sport e Sport+ para o controlo de estabilidade, para a sonoridade escape e para a assistência da direção); a calibragem do pedal de travão para travagem com o pé esquerdo; o indicador de desgaste das pastilhas de travão; e o gerador de som eléctrico.



Autor: António de Sousa Pereira, Absolute Motors.

Anuncios Recentes

Ver Todos