Galp

Mercedes com seis novos eléctricos até 2022 sob a égide da EQ

Publicado por Standocasião há 1 mês

A Mercedes confirma o lançamento até 2022 de seis novos modelos totalmente eléctricos, a comercializar pela EQ, a sua submarca destinada a automóveis eléctricos. Ainda que, na maior parte dos casos, a casa da estrela não adiante, ainda, uma data concreta para o respectivo lançamento, a revelação dos locais onde os mesmos serão produzidos, e do momento em que terá início o respectivo fabrico, permite antecipar quando os mesmos poderão chegar ao mercado.


O alargamento da oferta eléctrica da marca de Estugarda terá, então, início com o SUV compacto EQA, que é como que a versão 100% eléctrica do novo GLA, e cuja produção já começou em Rastatt, na Alemanha, e em Pequim, na fábrica da BBAC (a joint-venture estabelecida pela Daimler com os chineses da BAIC Motor). Tem estreia mundial agendada para 20 Janeiro, e é o primeiro derivativo totalmente eléctrico da gama que tem o Classe A como elemento central.


Seguir-se-lhe-á o EQS (saiba mais aqui), versão totalmente eléctrica do novo Classe S, que começará a ser produzida na Factory 56, em Sindelfingen, no primeiro semestre 2021. Em Kecskemét, na Hungria, será produzido, também a partir do primeiro semestre de 2021, um outro SUV compacto, o EQB, versão eléctrica do Classe B, que a fábrica chinesa da BBAC também começará a fabricar ainda este ano.


Para o segundo semestre do próximo ano está reservado o início da produção em Bremen, na Alemanha, e em Pequim, do EQE, a berlina executiva eléctrica derivada do Classe E. Ao passo que no início de 2022 começarão a sair da fábrica da Mercedes em Tuscaloosa, nos EUA, as versões SUV do EQE e do EQS, e que outros tenderão a considerar como as variantes eléctricas de GLE e GLS.


Estes seis novos modelos eléctricos juntar-se-ão aos já em comercialização EQC (produção iniciada em Maio de 2019, em Bremen) e EQV (cujo fabrico se iniciou em Vitória, Espanha, já este ano). Confirmando que a electrificação da totalidade da sua oferta é um pilar fundamental para a estratégia “Ambition 2039” do construtor germânico, assim como um pré-requisito fundamental parea a sua ambicionada neutralidade carbónica.


Autor: António de Sousa Pereira, Absolute Motors.

Anuncios Recentes

Ver Todos