Galp

Aprilia RSV4 renovada, dos circuitos para a estrada

Publicado por Standocasião há 1 ano

Contando com a experiência do departamento de competição e fazendo uso da mesma na estrada, a Aprilia tem em 2019 a RSV4 renovada, nas versões 1100 Factory e 1000 RR. A máquina dispõe do propulsor V4 65º que nunca antes foi visto numa mota desportiva de fábrica.

Aprilia RSV4 1100 Factory
A RSV4 1100 Factory tem o seu design trabalhado pelo Aprilia Style Centre, com uma combinação de cores que visa salientar a exclusividade dos materiais. O carbono é usado no guarda-lamas dianteiro, painéis laterais e nas aletas aerodinâmicas derivadas da RS-GP de MotoGP, por exemplo. Já o escape Akrapovic tem acabamento em titânio e possui a mesma cor das rodas forjadas em alumínio. O preto mate domina a decoração, que tem também detalhes em prateado e em vermelho, incluindo a inscrição a laser '1100 Factory' na mesa de direção.

O motor é o V4 que tem uma cilindrada aumentada para 1.078cc graças aos novos pistões. O sistema de injeção eletrónica passa a usar um apoio da válvula de acelerador com um perfil mais aerodinâmico, com a unidade de controlo de eletrónica Magnetti Marelli 7SM a ter um novo mapeamento específico com a limitação de rotações por minuto estabelecida nas 13.600. A potência máxima de 217cv é atingida às 13.200rpm, ao passo que o binário máximo de 122 Nm chega às 11.000rpm.

Quadro sem alterações
Tal como numa moto de competição, o condutor pode ajustar a posição do motor no quadro, a altura da extremidade traseira e do pivot do braço oscilante. O quadro da Aprilia RSV4 manteve-se intacto, mas uma série de mudanças na configuração dos elementos do chassis resulta numa extremidade dianteira mais próxima do condutor aumentando a carga na roda dianteira e por consequência a estabilidade da mota sem comprometer a agilidade. O garfo dianteiro é um Öhlins NIX com nova configuração, sendo a suspensão completa por um amortecedor TTX e um amortecedor de direção. O braço oscilante sofreu algumas alterações para favorecer a estabilidade, sendo mais rígido. O sistema de travagem consiste em pinças dianteiras Brembo Stylema podendo ser combinadas com as condutas de ar em carbono semelhantes à Aprilia RS-GP de MotoGP.

Aprilia Performance Ride Control
Comum à Aprilia RSV4 1000 R e à RSV4 1100 Factory é o Aprilia Performance Ride Control (APRC), integrado com a eletrónica. De série, este inclui o controlo de tração ajustável em oito parâmetros; o controlo de 'cavalinho' controlável em três níveis; o controlo de arranque para uso exclusivo em pista com três configurações distintas; o quick shift de caixa de velocidades eletrónica, que permite fazer passagens de caixa sem embraiagem e sem largar o acelerador; o Pit Limiter de limitação de velocidade máxima na via das boxes em pista ou nas estradas; e o cruise control para viagens mais longas, que permite manter uma velocidade sem ser necessário acelerar.

Também de série são os sistemas de Cornering ABS ajustável em três níveis que maximiza a segurança em estrada e a melhor prestação possível em circuito, otimizando a travagem e a intervenção do ABS nas curvas através de um algoritmo específico. O ABS funciona em uníssono com o Rear Liftup Mitigation que limita o levantamento da roda traseira em travagens mais abruptas. O condutor pode escolher entre três mapeamentos de motor diferentes: Sport, Track e Race, ambos disponibilizando a potência total do propulsor.