Bugatti Centodieci: dez exemplares; 8 milhões euros; todos esgotados…

Publicado por Standocasião há 1 ano

Chama-se Centodieci e dá nome a (mais) uma série especial de um Bugatti – neste caso, e como não podia deixar de ser, o Chiron, e limitada a não mais do que dez unidades. Desta feita, o número 110 foi a justificação para a criação de novo lote de veículos que não ostentam o nome do modelo que lhes está na génese, assim não o vulgarizando, e para mais são vendidos a preço ainda mais exorbitante, pelo acréscimo de exclusividade que oferecem.

Porque o Centodieci (110 em italiano) evoca, por um lado, o emblemático EB110, o modelo que marcou, em 1991, o renascimento da marca fundada por Ettore Bugatti em 1909, tendo sido batizado com o acrónimo do seu nome e com a idade que este teria à data do seu lançamento, tendo mesmo sido publicamente apresentado no dia em que se cumpriam 110 anos sobre o seu nascimento (precisamente um ano depois da inauguração da fábrica onde viria a ser produzido). Por outro, acaba por celebrar o 110º aniversário da Bugatti, que se cumpre este ano.

Na prática, o principal atributo do Centodieci são as alterações estilísticas que recebeu face ao Chirom, e pretendem remeter para o EB110, naquilo que a Bugatti define como uma interpretação moderna das formas e da tecnologia da época em que este foi projectado. Definido como ainda mais desportivo e extremo do que o Chiron e o Divo, e tão elegante e intemporal quanto o La Voiture Noire, obrigou os designers e técnicos da marca a combinar as complexas exigências técnicas do Chiron, nomeadamente em termos aerodinâmicos e de refrigeração, com uma aparência exterior substancialmente diferente, e evocativa de um automóvel com quase trinta anos.

Neste particular, referência para a grelha frontal em forma de ferradura, conjugada com um novo spoiler dianteiro, uma tomada de ar frontal com três secções e um novo splitter. Também novos são os grupos ópticos dianteiros e traseiros, ao passo que, tal como no EB110, o motor está coberto por um vidro transparente, que permite admirá-lo a partir do exterior.

Naturalmente que, no que à unidade motriz diz respeito, o V12 de 1990 deu lugar ao W16 de 8,0 litros e 1600 cv conhecido do Chiron, face ao qual o Centodieci é 20 kg mais leve. Significa isto que a relação peso/potência é de apenas 1,13 kg/cv, que os 0-100 km/h cumprem-se em 2,4 segundos, os 0-200 km/h em 6,1 segundos e os 0-300 km/h em 13,1 segundos – estando a velocidade electronicamente limitada a 380 km/h.

O que não espantará é que as dez unidades que a Bugatti vai construir do Cientodieci tenham já todas destinatário definido. Isto não obstante um preço unitário, antes de impostos, de oito milhões de euros, e um prazo de entrega estimado de dois anos!…, Absolute Motors.

Anuncios Recentes

Ver Todos