Galp

Novo Nissan Qashqai: o primeiro vislumbre. Em 2021 com versão híbrida plug-in

Publicado por Standocasião há 1 semana

Ainda assim, são já alguns, e não pouco interessantes, os dados desvendados acerca da nova geração daquele que é considerado como o precursor dos SUV compactos, e continua a ser uma das principais referências da sua classe. Do modelo original mantém o conceito geral, assente, segundo o seu construtor, num design elegante, numa carroçaria espaçosa e em grupos motopropulsores eficiente, atributos agora combinados com uma superior qualidade geral e com uma experiência de condução digna de modelos do segmento superior.


A definição do design do novo Qashqai foi liderada pelo centro de estilo europeu da Nissan, sediado em Londres, e do mesmo nada mais se sabe, por ora, do que aquilo que é possível perceber através da única imagem disponível, sendo a frente dominada pelas ópticas por LED da nova geração, com assistente máximos e adaptação do feixe de luz às condições de circulação do momento. Também o interior é, ainda, uma incógnita, embora a casa nipónica não deixe de adiantar que no mesmo marcará presença, a partir do nível de equipamento N-Connecta, o novo sistema Pro-Pilot com navegação integrada preditiva Navi-Link, que integra soluções como o cruise control adaptativo com função stop&go; a assistência activa à manutenção na faixa de rodagem, integrada com o sistema de monitorização do ângulo morto; o alerta de tráfego cruzado pela traseira; e o sistema de leitura de sinais de trânsito com assistente inteligente de velocidade máxima – entre outras funcionalidades.


Primeiro modelo da Nissan destinado à Europa a ter por base a nova plataforma modular CMF-C da Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi, o novo Qashqai conta com mais 50% de aço de


ultraelevada resistência do que o actual, bem como com portas, pára-choques dianteiro e capot construídos em alumínio. Daqui resultam um aumento da rigidez estrutural de 41%, uma superior resistência aos impactos, uma estrutura 21 kg mais leve e uma que pesa menos 60 kg, tudo concorrendo para um melhor comportamento dinâmico e para um aumento da segurança.


Ainda no capítulo da dinâmica, referência para os melhoramentos operados na direcção, por forma a torná-la mais rápida e precisa, e para a suspensão, do tipo MacPherson na frente, com o eixo posterior a recorrer a um eixo semi-rígido nas versões de tracção dianteira com rodas até 19”, e a uma geometria do tio multilink nas variantes de tracção integral com rodas de 20”. Quanto aos motores, estará disponível o novo quatro cilindros a gasolina de 1,3 litros do consórcio franco-nipónico, com tecnologia mild hybrid e proposto em dois níveis de potência, assim como um grupo motopropulsor híbrido da família e-Power, tecnologia exclusiva da Nissan, em que se combinam um motor eléctrico com um motor a gasolina, mas funcionando este apenas enquanto gerador, a regime constante, para, quando esgotada a carga da bateria, fornecer directamente energia ao motor eléctrico, o único que faz mover as rodas, o que garante, desde logo, a rapidez e intensidade de resposta características dos motores eléctricos.



Autor: António de Sousa Pereira, Absolute Motors.

Anuncios Recentes

Ver Todos