Mercado automóvel nacional recua 5,9% até julho

Publicado por Diogo há 6 dias

A Associação Automóvel de Portugal (ACAP) revelou esta segunda-feira, 1 de agosto, que o mercado automóvel em Portugal registou uma quebra de 5,9%, entre janeiro e julho, face a igual período do ano anterior. Em comparação com o mesmo período de 2019, último ano antes da pandemia de Covid-19, registou-se uma queda de 38%.

Segundo os dados revelados pela ACAP, no último mês de julho foram matriculados pelos representantes legais de marca a operar em Portugal 16.897 veículos automóveis, ou seja, mais 18,8% que no mesmo mês de 2021, mas menos 22,5% quando comparado com julho de 2019.

Por categorias, foram registados no mês de julho 14.495 automóveis ligeiros de passageiros novos, ou seja, mais 17,6% que no mesmo mês do ano de 2021. Em comparação com julho de 2019 o mercado registou uma queda de 21,4%.

De janeiro a julho de 2022 as matrículas de veículos ligeiros de passageiros totalizaram 89.944 unidades, o que se traduziu numa variação negativa de 4,1%o relativamente ao período homólogo de 2021.

Já o mercado de veículos ligeiros de mercadorias registou, no sétimo mês de 2022, uma evolução positiva de 15,5% face ao mês homólogo do ano passado, situando-se em 1.874 unidades matriculadas. Quando comparado com o mesmo mês de 2019, verifica-se um decréscimo de 40,3%.  Em termos acumulados, o mercado atingiu 13.604 unidades, o que representou um decréscimo de 19,7%, quando comparado com o mesmo período de 2021.  

Por seu lado, o mercado de veículos pesados, o qual engloba os tipos de passageiros e de mercadorias, verificou no mês de julho um aumento de 92,7% em relação ao mês homólogo de 2021, tendo sido comercializados 528 veículos desta categoria.

Nos sete meses de 2022 as matrículas desta categoria totalizaram 3.331 unidades, o que representou um aumento do mercado de 17,2% relativamente ao mesmo período do ano anterior.

Novidades

Ver Todas