Luca de Meo é o próximo presidente da ACEA

Publicado por Diogo há 1 mês

Luca de Meo, CEO da Renault, vai assumir a presidência da Associação Europeia de Fabricantes de Automóveis (ACEA), a partir do dia 1 de janeiro de 2023, sucedendo no cargo a Oliver Zipse, CEO da BMW, que ocupou o cargo nos últimos dois anos.

O novo presidente da ACEA foi nomeado para um mandato de um ano, renovável por mais um ano, apesar de tradicionalmente os presidentes da ACEA cumpram dois anos de mandato.

Fundada em 1991, a ACEA representa 16 fabricantes do setor automóvel, mas nos últimos tempos viu a Stellantis, que conta com 14 marcas, anunciar a saída da ACEA, o que aconteceu em junho, tendo sido seguida pela Volvo Cars que fez o mesmo anúncio em julho.

“Os últimos anos foram marcados pela pandemia de Covid, interrupções no abastecimento de peças, a guerra na Ucrânia e a crise energética, todos estas situações tiveram um impacto profundo em nosso setor”, sublinhou Oliver Zipse, o presidente cessante da ACEA.

“Ao mesmo tempo, alertamos contra o excesso de regulamentação e pedimos que a neutralidade tecnológica seja a base da competitividade da União Europeia", concluiu Oliver Zipse.

Já Luca de MEO que vai assumir a presidência da ACEA a partir do dia 1 de janeiro, lembrou que “Associação Europeia de Fabricantes de Automóveis vai continuar a defender um equilíbrio entre o que é bom para o ambiente, o que é bom para a economia da Europa e o que é bom para a sociedade”.

No que respeita à polemica norma Euro 7 que vai entrar em vigor em 2025, o futuro presidente da ACEA lembrou que “a proposta atual do Euro 7 retira enormes recursos humanos e financeiros da eletrificação, ao mesmo tempo em que outras regiões do mundo estão a criar um ambiente de investimento atraente para a mobilidade com emissões zero", acrescentou, em comunicado, Luca de Meo.

Novidades

Ver Todas